Notícias em destaque:

  • Vila Nova de Gaia implementa ações com vista à descarbonização, no âmbito do projeto LOCARBO.

  • Um estudo realizado nas escolas de Gaia concluiu que quase metade dos rapazes acha legítimo controlar o namoro.

  • Homem de 53 anos foi resgatado de um poço com vida em Vila Nova de Gaia. O indíviduo estava a fazer a reparação de um tubo quando sofreu a queda.

  • Benjamim Liliana Vilarinho conquistou o 1º lugar do pódio em iniciados. Margarida Vasconcelos arrecadou o 1º lugar em infantis. João Martins venceu o 1º lugar em juvenis. A nível coletivo, esta escola ficou em 1º lugar por equipas.

  • O Prémio de Ciclismo de Barroselas voltou à estrada com a última etapa da Taça do Minho - Arrecadações da Quintã. A Escola de Ciclismo Arca de Noé - Gaia destacou-se nos seguintes lugares:

  • Hospital Gaia/Espinho: Diretor demissionário descreve falhas graves no atendimento a utentes.

  • A atleta Sandra Silva da Academia Atletismo do Clube Futebol Oliveira do Douro alcançou a medalha de ouro na modalidade de marcha no Campeonato do Mundo Masters em Espanha.

  • PCP quer ouvir ministro da Saúde sobre situação do hospital de Gaia.

  • Gaia investe mais de 780 mil euros para requalificar Teatro Almeida e Sousa.

  • Para que se mantenha a par das notícias em Gaia

  • Editorial



    O Terras de Gaia é uma publicação regional generalista, pluralista e independente de todos os poderes, políticos, religiosos, económicos ou grupos de pressão;

    O Terras de Gaia tem uma periodicidade mensal;

    O Terras de Gaia está ao serviço do desenvolvimento da freguesia de Avintes e do concelho de Vila Nova de Gaia, apostado em reforçar a identidade histórico-cultural da vila onde tem sede e do espaço geográfico concelhio que a abrange;

    O Terras de Gaia compromete-se a informar com rigor e com verdade;

    O Terras de Gaia pauta o exercício da sua atividade pelo cumprimento escrupuloso dos princípios éticos e deontológicos do jornalismo;

    O Terras de Gaia defende o pluralismo de opinião e está aberto aos contributos que possam vir da sociedade civil, da esfera política aos movimentos cívicos, passando pelo setor empresarial e pelo cidadão anónimo;

    O Terras de Gaia não confunde a dimensão noticiosa dos factos, que deve ser objetiva e informativa, com a dimensão opinativa, com valor subjetivo e livre;

    O Terras de Gaia está empenhado em formar cidadãos ativos e participantes.